Posts Tagged ‘roer unhas’

Como parar de Roer Unhas

Como parar de Roer Unhas Avalie estas
Unhas Decoradas
4.82/5 (96.36%)
11 Votos

Como não roer as Unhas

Muitas pessoas tem esse costume comum de roer unhas

O maior problema é que algo que parece tão inofensivo pode se tornar um vício.

Às vezes isso ocorre nas situações de ansiedade e nervosismo, mas quando vira um vício, pode ser muito embaraçoso e causar transtorno na vida de algumas pessoas.

O mau aspecto das unhas roídas pode ser muito frustrante, principalmente para as mulheres. Mas o mais grave é que pode comprometer seriamente a saúde das unhas causando infecções ao redor das unhas, inchaço e dor.

As mulheres podem usar a moda a seu favor. Vale a pena investir em belas unhas decoradas ou até unhas postiças para evitar leva-las à boca. Preparamos algumas dicas que podem ajudar;

 DICAS PARA NÃO ROER UNHAS

Unhas Decoradas BR Como parar de Roer Unhas

Ao perceber que as unhas estão bem cuidadas e tratadas fica mais fácil resistir a tentação de roê-las, então, invista nas unhas decoradas ou unhas postiças que podem amenizar gradativamente o problema.

Procure fazer as unhas semanalmente, assim, com as unhas bem feitas, será mais difícil roê-las. De preferência a cores fortes como vermelho.

Em casas especializadas em tratamento de unhas ou até mesmo na internet é possível  encontrar esmaltes específicos para esse tipo de problema. São esmaltes com gosto bastante amargo que ajudam a não colocar os dedos na boca. Algumas pessoas conseguiram livrar-se definitivamente do vício apenas lançando mão desse recurso.

Mais uma dica que pode ajudar muito é usar um excelente fortificante para unhas. Isso fará com que as unhas fiquem mais forte e difíceis de quebrar os pedaços quando se põe as unhas na boca, às vezes sem perceber. Se a unha solta os pedações facilmente aumenta a compulsão de repetir o gesto, mas se ficar mais difícil de tirar os pedacinhos é provável que isso aconteça cada vez menos.

Muito Importante

A compulsão de roer as unhas sem parar pode ser um sintoma e ter como pano de fundo doenças e preocupações de caráter emocional, como transtornos de ansiedade, estresse, timidez excessiva, síndrome do pânico, fobia social e demais perturbações psicológicas.

Para estes casos, tratamentos realizados com a ajuda de terapias combinadas costumam ser os mais recomendados e trazer ótimos resultados. Por isso a importância de se procurar sempre um psicoterapeuta ou demais profissionais especializados no assunto.

GOSTOU? Curta! Compartilhe! Comente!